29/11/2019

Assembleia Legislativa lança Frente Parlamentar dos Homens pelo fim da Violência contra as Mulheres


No próximo dia 3 de dezembro, a partir das 9h, acontece na Assembleia Legislativa do Paraná, audiência pública em que será lançada a Frente Parlamentar dos Homens pelo fim da violência contra as Mulheres. O evento contará com as participações do Coordenador da Frente pelo Fim da Violência Contra as Mulheres no Rio Grande do Sul e membro do Comitê Mundial ElesPorElas, Deputado Edegar Pretto, a representante da ONU Mulheres Brasil, entre outras autoridades. A proposição é do deputado Professor Lemos e o objetivo da Frente é fomentar a discussão sobre o tema através da realização de debates, audiências e reuniões, e propor medidas legislativas de prevenção e combate a esse tipo de violência. “Essa Frente nasce de uma demanda que nos foi apresentada. A violência contra as mulheres é uma triste realidade no Brasil e é preciso acabar com isso. Os homens precisam ser conscientizados, sensibilizados e compreender que o combate à violência contra a mulher é uma responsabilidade e uma obrigação de toda a sociedade”, comentou Lemos.

Os índices de violência contra a mulher apresentam números crescentes. O Brasil tem a 5a. maior taxa de feminicídio do mundo. São 4,8 mortes para cada 100 mil mulheres. "O feminicídio, crime de ódio contra as mulheres, ou seja, quando uma mulher é morta pelo simples fato de ser mulher, é uma triste realidade no país. Por exemplo, entre 1980 e 2013, 106.093 pessoas morreram por serem mulheres e 95,2% dos assassinos são companheiros ou ex-companheiros. Pior, entre as que sofreram algum tipo de violência, 74% são negras ou pardas. Nossa luta é para reduzir, e quiça acabar com isso. A Frente Parlamentar é mais um instrumento para essa luta”, acrescentou Lemos.

O Paraná é o 3° estado no Brasil em números de feminicídios. Foi registrado um aumento de 24,6% nas ocorrências de violência doméstica no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018, segundo dados divulgados pelo Governo do Estado. Foram 26.288 casos neste ano, contra 21.048 nos seis primeiros meses de 2018. Em 95% dos casos, os agressores são maridos, ou namorados.

Para o deputado estadual Edegar Pretto, do Rio Grande do Sul, que coordena a Frente no parlamento gaúcho, as Frentes Parlamentares e movimentos pelo fim da violência contra as mulheres são importantes ferramentas para que homens aproveitem os espaços a que tem acesso para se conscientizar e difundir o tema, e se somar na luta contra o machismo. "Todas essas ações têm objetivo de dialogar diretamente com o público masculino para reforçar o movimento nacional da ONU Mulheres de sensibilização e combate à violência contra as mulheres. Se são os homens que agridem, e matam, é com eles que precisamos conversar para que tenhamos uma nova cultura onde não se concorde e não se aceite nenhum tipo de violência contra as mulheres. E isso é um trabalho conjunto que precisa envolver todos os setores, pois a violência doméstica está em todos os níveis da sociedade”, conclui.

Campanha estadual

Assim como no Rio Grande do Sul, onde já existe a frente parlamentar para debater o tema, no Paraná o objetivo não é diferente. “A nossa meta é espalhar esse debate pelo estado. Contagiar a sociedade civil, os movimentos populares, as entidades e diferentes segmentos para que abracem essa causa e contribuam nessa luta. Queremos levar essa experiência, por exemplo, para as câmaras municipais, para as comunidades, entidades, até para os estádios de futebol. Quanto mais se debater, se conscientizar, menores serão os índices. Menor será a violência contra a mulher”, concluiu Lemos.

Frente Parlamentar

A Frente Parlamentar de Homens pelo fim da violência contra as Mulheres será integrada pelos Deputados Professor Lemos (coordenador), Ademar Traiano, Arilson Chiorato, Cobra Repórter, Douglas Fabricio, Delegado Jacovós, Emerson Bacil, Evandro Araújo, Francisco Bührer, Gilson de Souza, Goura, Luiz Claudio Romanelli, Michele Caputo, Nelson Luersen, Paulo Litro, Requião Filho e Tadeu Veneri. A Frente pode receber outros parlamentares ao longo da legislatura.

O Movimento ElesPorElas (HeForShe)


Criado pela ONU Mulheres, a entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, o movimento ElesPorElas (HeForShe) é um esforço global para envolver homens e meninos na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir seu potencial, e ajudar homens e mulheres a modelarem juntos uma nova sociedade.

O alcance da igualdade de gênero requer uma abordagem inclusiva, que reconheça o papel fundamental de homens e meninos como parceiros dos direitos das mulheres e detentores de necessidades próprias baseadas na obtenção deste equilíbrio. O movimento ElesPorElas (HeForShe) convoca homens e meninos como parceiros igualitários na elaboração e implementação de uma visão comum da igualdade de gênero que beneficiará toda a humanidade.

Serviço

O que: Audiência Pública para lançamento da Frente Parlamentar dos Homens pelo fim da violência contra as Mulheres.
Quando: 03/12/2019.
Horário: 9h - Audiência Pública.  -   14h30min - Sessão Solene durante sessão.
Onde: Assembleia Legislativa do Paraná - Praça Nossa Senhora de Salete s/n.

Autor: Da Assessoria de Comunicação


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396