09/08/2019

Governo cortou R$ 8,7 milhões da Boiadeira para pagar deputados que aprovaram a Reforma da Previdência

O governo Bolsonaro começou a cortar recursos dos ministérios, de obras e áreas importantes, para liberar o pagamento de emendas parlamentares. Isso significa que os R$ 3 bilhões em emendas oferecidos aos deputados para aprovarem a reforma da previdência serão retirados do Orçamento da União, ou seja, diretamente da educação, saúde, segurança.

No Paraná foram cancelados mais de R$ 88 milhões em recursos. Desses, R$ 8,7 milhões seriam investidos nas obras da Estrada Boiadeira (BR-487), na construção do trecho rodoviário entre Porto Camargo e Campo Mourão.

Além dos cortes na educação do Paraná, no total de R$ 16,8 milhões, também foram cancelados R$ 43,9 milhões das obras do contorno rodoviário da BR-376, trechos entre Maringá, Paiçandu, Sarandi e Marialva; e R$ 16,9 milhões da segurança pública.

Para o deputado federal Zeca Dirceu, “o governo tem aplicado medidas completamente irresponsáveis que acarretarão em grandes problemas para o país. Além de comprar explicitamente os votos dos parlamentares para que essa reforma criminosa fosse aprovada. É lamentável o que está acontecendo com nosso país. Infelizmente, todos serão afetados, esses cortes de mais de R$ 88 milhões aqui no Paraná, mostram bem isso. Lutei muito para construção da Boiadeira – trecho entre Cruzeiro do Oeste e Tuneiras do Oeste – e continuo com o compromisso com o que ainda falta construir, mas com um governo que só destrói, está cada vez mais difícil”, afirmou o parlamentar.

Autor: Assessoria de Comunicação Zeca Dirceu


Portal Liderança do Partido dos Trabalhadores da Assembleia Legislativa do Paraná
Praça Nossa Senhora Salete s/n, Curitiba - PR - CEP: 80530-911
Telefone: (41) 3350-4157 / 3350-4396